logo-museu-do-mar-branco
Edit

Museu do mar

Venha conhecer um pouco da história e do mundo subaquático de uma maneira divertida.

Aberto

Terça – Sexta: 09:00 – 17:00
Sexta – Segunda: 10:00 – 20:00

Siga-nos

Museumar

Centenário de Leonid Teliga

Leonid Teliga foi um velejador, escritor, jornalista e tradutor, reconhecido como o primeiro polonês a empreender uma viagem solitária de circum-navegação do globo terrestre, façanha realizada a bordo do late ‘Opty”. Lembrando o centenário de seu nascimento, Diário de Bordo abre um espaço em homenagem aos intrépidos velejadores solitários.

US Navy x Marinha Russa

Na esteira das discussões sobre um eventual conflito russo-americano, Diário de Bordo realiza uma comparação do poderio naval de ambos os países, oferecendo ao leitor uma ligeira ideia das forças em jogo. Alheio a considerações de ordem política, o levantamento pretende apenas expor os recursos navais de cada lado em disputa e tampouco se propõe a estabelecer possíveis cenários de um hipotético confronto

Knock Nevis, o gigante do mar

O navio apresentava 458,46 metros de comprimento (4 campos de futebol) e 68,8 de boca (largura), o correspondente a um edifício de 23 andares. O calado (casco submerso) de 29, 8 metros equivalia a um prédio de 8 andares e o impedia de navegar pelos canais da Mancha, Suez e Panamá. Carregado, pesava 564.763 toneladas (mais de 5 vezes o peso de um porta-aviões classe Nimitz), deslocando 657.019 toneladas.

O Grande Motim (Filme, 1935)

Diário de Bordo relembra um grande clássico da sétima arte, “O Grande Motim”, produção contemplada pela Academia como Melhor Filme de 1935, inspirada na dramática história do célebre HMS ‘Bounty”.
Dentre as inúmeras produções hollywoodianas baseadas em episódios marítimos, “O Grande Motim” e “Titanic” (1997) foram as duas únicas a receberem o prêmio Filme.

Efemérides Marítimas

Registrar datas importantes é uma necessidade comum a muitos povos. Diário de Bordo apresenta as ‘Efemérides Marítimas’, rememorando fatos relevantes da história marítima e naval de todos os tempos, desde a célebre Batalha de Salamina, em 22 de setembro de 480 a.C., até os episódios atuais.

O motim sangrento do ‘Madagascar

O ‘Madagascar’ foi um grande navio mercante britânico, empregado principalmente para o comércio com a Índia e a China, que desapareceu em uma viagem de Melbourne a Londres, em 1853. Depois do caso do ‘Mary Celeste”, o sumiço do “Madagascar’ é provavelmente o mais discutido mistério marítimo do século XIX.